7 DICAS PARA UMA CARTA DE APRESENTAÇÃO DE SUCESSO

Atualmente a concorrência no mercado é cada vez maior, e por isso é importante utilizar diferentes ferramentas de comunicação para garantir um possível interesse de um potencial empregador.

A carta de apresentação é uma das principais ferramentas para comunicar com um empregador e geralmente acompanha o currículo. A sua função é despertar o interesse do empregador no teu percurso profissional e nas tuas competências, mas é também uma excelente forma de criar uma boa primeira impressão e de realçar o teu sincero interesse no projeto ao qual te estás a candidatar.

Segue as sete dicas que deixamos para uma carta de apresentação de sucesso:

1) PERSONALIZA

É talvez a dica mais importante!

A carta de apresentação é uma excelente oportunidade para demonstrares a tua personalidade e mostrar que és o candidato ideal.

Para que o match seja bem-sucedido, é importante adaptares a carta aos padrões da empresa. Assim, a pesquisa sobre a empresa e sobre a função que irás desempenhar é essencial para encontrares pontos em comum entre a tua personalidade e o perfil da empresa.

Além disso, personaliza o modelo da tua carta para se ajustar à tua personalidade, mas também aos valores da empresa para a qual te estás a candidatar.

2) COMEÇA COM A FRASE CERTA

A forma como escolhes começar a tua carta de apresentação é fundamental para garantir a atenção do teu empregador/recrutador. Quanto mais pessoal for a tua abordagem, maior interesse vais despertar.

Vê esta (COMO COMEÇAR UMA CARTA DE APRESENTAÇÃO) dica para te inspirares!

3) DIRIGE A TUA CARTA À PESSOA CERTA

Inclui o nome da pessoa a quem vais dirigir a tua carta de apresentação, seja esta a responsável pelo recrutamento ou o diretor dos recursos humanos. Caso desconheças, utiliza o LinkedIn para encontrares o/a responsável. Em último recurso, poderás apenas dirigir-te à “função” (e.g., Exmo. Sr. Diretor dos Recursos Humanos). Nunca dirijas as saudações da tua carta a “ninguém” (e.g., Exmo. Sr.).

4) REALÇA OS PONTOS FORTES E RELACIONA-OS COM A EMPRESA

Indica na tua carta os teus pontos fortes (mas sê realista!) de uma forma personalizada com o perfil que estabeleceste da empresa. Isto é, convence o empregador/recrutador ao relacionar as tuas competências, qualificações e experiências com as necessidades da empresa/função;

Evita falar nos teus pontos fracos ou naquilo que a empresa te pode oferecer (e.g., sei que não tenho muita experiência neste ramo, mas esta empresa vai ajudar-me a melhorar)!

5) FOCA-TE NO QUE PODES OFERECER À EMPRESA

Escolhe os factos, as experiências ou as curiosidades que realcem o que de mais valioso tens para oferecer à empresa e cria links emocionais. Escolhe bem o que pretendes evidenciar e não te prolongues.

6) FINALIZA BEM!

O teu último paragrafo é a tua última oportunidade para demonstrares o teu interesse e para te colocares à disposição para uma possível entrevista.

Exemplo: Sou aficionado(a) pela missão da empresaX e gostaria de contribuir com (adiciona as tuas competências aqui) para esta vaga! Aguardo a oportunidade de uma entrevista para debater sobre como poderei contribuir para a empresaX!

7) FORMATO, TAMANHO E CONTEÚDO

Certifica-te de que mantiveste a tua carta curta (não deve exceder uma página), escrita corretamente no que diz respeito ao tipo de linguagem utilizada, formatos e relevância. Tem atenção às fontes que escolheres (não deverão ser demasiado extravagantes) e assegura-te que há espaço suficiente entre as letras e os parágrafos para que o recrutador/empregador leia com facilidade.