A Escola de Comércio de Lisboa (ECL) tem desenvolvido nos últimos 30 anos vários projetos de mobilidade, proporcionando, em parceria com diversas empresas e instituições nacionais e europeias, a mobilidade dos seus alunos e colaboradores. A escola nasceu, aliás, do Projeto comunitário Petra, tendo desenvolvido posteriormente projetos Sócrates e Comenius e, durante mais de 15 anos, especializando-se em Projetos Leonardo da Vinci (nomeadamente, na vertente de estágios curriculares na União Europeia ao abrigo do PROALV – Programa Aprendizagem ao Longo da Vida). A larga experiência da Escola de Comércio de Lisboa no âmbito dos projetos de mobilidade é reconhecida desde 2010 através da atribuição a nível nacional da Certificação em Mobilidade, tendo recebido desde 2015 a Certificação VET Mobility Charter pelo Programa Erasmus+ (Carta de Mobilidade Educação e Formação Profissional Erasmus+), a qual estará em vigor até 2020, altura de nova candidatura.

Consequência da visão europeia que caracteriza o projeto educativo da ECL é o forte empenho no sucesso das mobilidades Erasmus + e que se tem vindo a operacionalizar enquanto:

Mobilidade individual para fins de aprendizagem

1. Entidade de envio:

– Estágios de longa duração em empresas para recém diplomados pelo período de 6 meses (Reino Unido, França e Espanha);
– Estágios curriculares de 6 semanas em empresas (Reino Unido, França, Espanha, Finlândia, Itália);
– Estágios curriculares de curta duração em instituições de Ensino e Formação Profissional (Paris, França e Londres, UK)
– Ações de formação para colaboradores (staff training mobility)

2. Entidade de acolhimento:

– Acolhimento de alunos estrangeiros para estágios curriculares ou profissionais;
– Acolhimento de staff para mobilidades de job shadowing ou para ações de formação;
– Organização de diversas visitas técnicas a pedido de entidades nacionais e internacionais no âmbito de projetos comunitários.

3. Entidade intermediária:

– Acolhimento, preparação e colocação em estágio de participantes de diferentes nacionalidades, em associação com entidades parceiras da escola.

Cooperação para a inovação e o intercâmbio de boas práticas (Parcerias Estratégicas)

– Desenvolvimento de projetos vários por forma a promover a inovação, o intercâmbio de experiências e saber-fazer entre os diferentes tipos de organizações envolvidas nos projetos, assim como estimular o desenvolvimento, a transferência e/ou a realização de práticas inovadoras aos níveis organizacional, local, regional, nacional e europeu.

Temos diversas parcerias em países como a Finlândia, a Noruega, a Islândia, a Alemanha, a Estónia, a Itália, o Reino Unido, a Holanda, a Bélgica, a Espanha, a França, a Roménia e cremos que na diversidade, na procura da antecipação e da excelência conseguimos, assim, criar um ambiente mais moderno, dinâmico, empenhado e profissional, ambiente este preparado para integrar boas práticas e novos métodos nas atividades quotidianas, aberto a sinergias com instituições europeias inovadoras e de qualidade.